Presidente participa de lançamento de livro no Senado

Tamanho da Letra

PaimO presidente do Conselho Federal de Economia, Júlio Miragaya, prestigiou o lançamento do livro “O dragão debaixo da cama”, do qual participa por meio do artigo “Reformas ou contrarreformas”. A publicação é de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS) e conta com textos de lideranças sociais, sindicais e populares, jornalistas, juízes, professores e especialistas em Previdência Social e direitos trabalhistas. O lançamento ocorreu em formato de audiência pública, na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa no Senado Federal, nesta segunda-feira, 29 de maio. O evento foi transmitido ao vivo pela TV Senado e está disponível no link https://www.youtube.com/watch?v=bokvjfEIdck&list=PLLLnytnGoqiYDYv8sAiyOkKc6gNCtBhMD


A obra coletiva traz uma reflexão e análise do momento político-econômico por que passa o Brasil, principalmente no que diz respeito às reformas Trabalhista e Previdenciária propostas pelo governo de Michel Temer. Durante a audiência pública, o presidente do Cofecon externou o posicionamento da autarquia em relação às reformas. “A maioria da nossa categoria tem um pensamento crítico por uma razão simples: sabemos que tudo isso tem apenas um objetivo, que é transferir recursos da base da pirâmide para o topo da pirâmide”, afirmou.


Em relação à reforma da Previdência Social, Miragaya denunciou o modelo atuarial do governo, o que disse se tratar de uma fraude. “O modelo atuarial do governo é fraudado. Eles superestimam os benefícios pagos no futuro, até 2060, através de um artifício banal, superestimando a população idosa brasileira. Abdicam da própria projeção do IBGE e subestimam o crescimento da economia, consequentemente subestimam a receita”, declarou. Por fim, mencionou a nota elaborada pelo Cofecon sobre o agravamento da crise político-institucional brasileira.


Além do presidente do Cofecon, participaram da mesa: o senador Paulo Paim; o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Germano Siqueira; a coordenadora do Fórum em Defesa dos Trabalhadores Atingidos pela Terceirização, Magda Barros Biavaschi; o diretor-executivo da ONG Educação e Cidadania de Afro-descendentes e Carentes (Educafro), Frei David; o secretário-geral da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, Edson Carneiro Índio; e o diretor-executivo da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), José Carlos Torves.


 

* Assessora de imprensa do Cofecon

(61) 3208-1803/ 99939-9879

Escrito por Natália Kenupp